Dez licores para saborear já ou oferecer no Natal

A experimentar

Uma sugestão de dez criações nacionais para saborear ou oferecer no Natal… e ter sempre à mão de provar.

O tempo e o modo fizeram com o consumo de licores diminuísse para um infinitésimo dos hábitos de outrora. Talvez a explicação para este fenómeno venha da preferência pelas novas bebidas, como o gin, vodka e quejandos, mas certo é que deixámos de beber licores. Hábito que felizmente podemos retomar de imediato, há muito por onde escolher e para todos os gostos. Ligeiramente refrigerados, no final de uma refeição são bem o conforto de que precisamos e merecemos. Boas provas!

Licor Beirão (22%) | J. Carranca Redondo (70CL)

Estamos perante um dos casos em que a marca transcende a raiz e o desempenho. Certo é que na mais recôndita aldeia portuguesa está esta bebida em exposição, rodando – leia-se consumindo-se – com muita energia e avidez. É uma das mais geniais bebidas criadas em todo o mundo e na sua essência é vegana. O grande segredo está na escolha dos aromáticos utilizados. Preço: 11 euros

Licor de pêra rocha (18%) | Licofrutos (50CL)
Vem do Bombarral esta histórica maravilha, aqui declinada em licor da fruta que todos adoramos. Na prova é impressionante a sugestão de granularidade identitária do fruto, assim como a contenção nas notas doces, o que o promove junto de queijos frescos e sobremesas cremosas à base de leite. Além da glória que é inclui-lo na produção de bolos e recheios. Preço: 12 euros

Brandymel (27%) | Meiral (70CL)
Tem na base uma belíssima aguardente de medronho e segue uma técnica de produção mantida no segredo, apenas sendo conhecida a génese algarvia, onde medronho e mel atingem a excelência conjunta. O toque cítrico que se sente no palato definem a vocação digestiva de refeições mais pesadas, ao mesmo tempo que denunciam a sua eterna juventude. Preço: 13 euros

Continue a ler o artigo em Evasões.

Últimas