As Estrelas do Eggas

A experimentar

Escrevo na noite em que se atribuem, em Valência, as estrelas Michelin. Claro que Portugal, uma vez mais, mostrou estar no caminho certo, somando 5 estrelas ao cintilante firmamento da gastronomia portuguesa.

Outras terão ficado por atribuir. Por razões diversas. Por desconhecimento ou menor sentido de justiça, que também existe – estamos a lembrar-nos de Vasco Coelho Santos que há muito a merece, e tantos daqueles que simplesmente não trabalham para ter uma estrela, preferindo a liberdade e, por vezes, a simplicidade de ser como são.

Hoje que o Portugal Gastronómico acordará mais iluminado, faz também anos o nosso Eggas.

É, diz o calendário, o seu primeiro aniversário.

Mas sinceramente não parece: foram tantas as horas de alegria à volta de mesas fartas ou simplesmente honradas e saborosas dos portugueses, tantos os kms passados nos trilhos impressivos do Douro ou nas margens suaves do Guadiana; tantos os dias de festa rija à volta das nossas melhores tradições de onde emerge uma cultura genuína e verdadeiramente milenar; tantos os dias  a acompanhar o nosso enoturismo, os territórios do vinho, os negócios do agroalimentar, o fervilhar soluçante da restauração intermitentemente fustigada pela covid, as receitas inspiradoras dos nossos melhores chefes de cozinha, os produtos da terra símbolo da nossa inexcedível biodiversidade, do mar português que se reinventa em cada onda, ou em cada pôr do sol que acolhe no seu firmamento.

Tanta alegria, tanta festa, tanto gosto de ser português de Aquém e de Além mar

E em tudo o que foi tanto, o Eggas estava lá.

Tudo o Eggas provou, em tudo o Eggas meteu o nariz virtuoso e os beiços sôfregos na demanda da boa gastronomia portuguesa.

Por isso, a maior estrela tem de ser a dele, sabendo que tem uma família imensa que lhe é generosamente dedicada e que trabalha todos os dias para que o Eggas seja bom e bonito, que é a melhor coisa que um menino da idade dele pode ser. E que não deixam de ser as estrelas que neste aniversário também queremos homenagear.

Parabéns a todos o que fazem tanto, em tudo o que o Eggas é!

Parabéns ao Eggas e às suas boas estrelas!


António Souza Cardoso
AGAVI

 

Partilhe este texto:

Últimas