https://static.globalnoticias.pt/dv/image.jpg?brand=DV&type=generate&guid=2dcc7f7b-d09b-412e-9463-56e851846038&w=350&h=232&t=20211202085458

Setor do café “foi muito impactado” pela subida dos preços das matérias-primas

A experimentar

https://static.globalnoticias.pt/dv/image.jpg?brand=DV&type=generate&guid=2dcc7f7b-d09b-412e-9463-56e851846038&w=350&h=232&t=20211202085458

“O setor do café, em termos de impacto dos preços das matérias-primas, foi muito impactado, não só porque os combustíveis como as embalagens aumentaram imenso”, mas porque o preço do café verde também aumentou, disse Cláudia Pimentel.

“O que tem mais impacto ainda no preço do café” foi a “variação do preço do café verde, o café produzido em países longe e que depende das condições climáticas e da produção anual e, portanto, este ano o preço do café subiu muito”, explicou a responsável.

Além disso, apontou, “há outro preço que fez com que as coisas aumentassem muito, que é o preço do transporte marítimo”.

Ou seja, “cada contentor demora mais três meses do que antigamente demorava, há problemas aqui de tempo, de disponibilidade para os contentores chegarem e o preço dos contentores aumentou cinco vezes”, detalhou a secretária-geral da associação.

Tudo isto “obviamente tem impacto em produtos que vêm de longe e, portanto, o preço do café verde”, aquele que chega aos torrefatores em Portugal é “muito mais caro do que há um ano”.

Questionada se os preços do café vão aumentar em Portugal, Cláudia Pimentel disse que isso é uma decisão das empresas.

No entanto, “as expectativas face ao aumento das matérias-primas, a cadeia de valor toda do café aumentou, portanto, é natural que isso aconteça”, referiu.

Continue a ler este artigo em Dinheiro Vivo.

Últimas