COP26 e o apelo do sector do vinho: “A emergência climática é de longe a ameaça mais grave que enfrentamos como viticultores e produtores”

A experimentar

“Encorajamo-lo a juntar-se a nós”, dizem vinte e dois presidentes executivos e líderes da International Wineries for Climate Action a todos os presidentes executivos do setor. O tema é, obviamente, trabalhar com a ciência para atingir um nível zero de emissões até 2050.

“Enquanto líderes mundiais se reúnem na COP26, na Escócia, para reafirmarem o apoio aos compromissos assumidos em 2015, no Acordo de Paris, para limitar o aquecimento global, reconhecemos que este é um momento crucial para que a comunidade vitivinícola manifeste o apoio à continuação destes esforços importantes e para tomarmos medidas dentro das nossas próprias empresas”. É assim que vinte e dois presidente executivos e líderes da International Wineries for Climate Action apelam ao esforço conjunto de todo o sector para a descarbonização.

Em comunicado divulgado esta terça-feira, este grupo que integra a Symington Family Estates, de Portugal, entre outros produtores do velho e novo mundo do vinho, pede “a todos os presidentes executivos do setor para que se juntem aos esforços rigorosos, baseados na ciência, para descarbonizar a fileira vitivinícola”, tendo por objetivo a meta de um nível zero de emissões até 2050.

Continue a ler o artigo em Expresso.

Últimas