No Bono, em Lisboa, unem-se as cozinhas portuguesa, francesa e brasileira

A experimentar

Se a inspiração é mediterrânica, a técnica está na cozinha de fogo. Neste novo Bono, um chef e historiador une influências portuguesas, francesas e brasileiras debaixo do mesmo teto.

Nasceu em Brasília, viveu quase uma década em França e apaixonou-se mais recentemente por Portugal. Olhar para a carta do Bono, o novo restaurante que abriu portas perto do Cais do Sodré, é revisitar o percurso de Robson Oliveira, chef e proprietário deste espaço onde impera a influência mediterrânica e a cozinha de fogo, apoiada no lume e no forno a brasa, que se avista na cozinha totalmente aberta.

Continue a ler o artigo em Evasões.

Últimas