Enoturismo na Costa Alentejana

A experimentar

Costa Alentejana em 4 dias: o roteiro perfeito para amantes de praia e enoturismo!

Se é verdade que a minha vida toda, actualmente, gira em torno do vinho, também é verdade que nasci e cresci junto ao mar e por isso a ideia de juntar vinhos, vinhas, praia e mar é simplesmente perfeita!

A Costa Alentejana tem isso tudo! Tem vinhas em chão de areia, brisa do mar, tem bons vinhos, comida excelente e sítios lindo para ficar a dormir.

entrevinhas-enoturismo-costa-alentejana

Em termos geográficos e turísticos, esta costa pertence ao Alentejo, como o nome indica, mas partilha duas regiões vitivinícolas: ALENTEJO e PENÍNSULA DE SETÚBAL.

Neste artigo, partilho consigo a winetrip que fiz e o meu roteiro de 4 dias pelo Sudoeste Alentejano 😊

roteiro-enoturismo-costa-alentejana
– DIA 1 –

A SERENADA, Península de Setúbal

Enoturismo e Alojamento – Grândola

O nome Serenada não é por acaso. Já vem de 1646 e significa, exactamente, um lugar sereno. Cheguei à Serenada na melhor hora, ao pôr do sol, e Jacinta, a proprietária, recebeu-me na sua varanda com vista para a floresta e vinhas.

Jacinta é formada em Farmácia, mas por influência do pai que já ali fazia vinho, direcionou a sua experiência de ciência e laboratório para a enologia (e cá entre nós, parece-me que fez uma boa escolha!)

Desde cedo, Jacinta achou que o solo da Serenada tinha capacidade para abrigar diferentes castas. Muitas mesmo, de todo o país e algumas internacionais.

Por isso, dentro dos 7 hectares de vinha da Serenada encontrei mais de 20 castas entre elas Jaen, Baga, Castelão, Bastardo, Ramisco, Fernão Pires, Trincadeira das Pratas, Moscatel e muitas outras.

A parcela mais antiga foi plantada em 1961 pelo pai, no ano de nascimento de Jacinta. Daí produz-se dos vinhos mais especiais da casa: Cepas Cinquentenárias. Também a dupla de branco e tinto Grauvaque Y14 me surpreenderam!

Grauvaque é um tipo de pedra presente no solo da herdade. O branco foi o que mais gostei, vinho de curtimenta de Viognier e Moscatel, com aromas de mel e flores, na boca é seco e de final prolongado.

Além de visitas à adega e provas de vinho, também aqui se organizam jantares vínicos e picnics na vinha. Assim como se pode ficar a dormir no sossego de um dos 8 quartos e suites da Serenada, cada um com o nome de uma casta diferente plantada na herdade.

Pode até alternar entre uma sesta depois do almoço no restaurante, com um mergulho na piscina junto à vinha ou apenas sentar-se na varanda a ler. Vida difícil, não é? 😊

www.serenada.pt

Continue a ler o artigo em Entre Vinhas.

Últimas