Reservas na restauração atingem números pré-pandemia

A experimentar

Os clientes preferem reservar uma mesa via dispositivo móvel e, a nível nacional, 79% das reservas online são agora feitas através de um telemóvel. Analisando o consumo no sector, perto de metade dos clientes portugueses opta por um investimento moderado quando se deslocam aos restaurantes, com um gasto médio de cerca de 22 euros por pessoa.

O número de reservas na restauração aumentou 36% no mês de julho face ao período homólogo, revelam os dados recolhidos pelo TheFork. Este crescimento permitiu que a indústria atingisse níveis semelhantes aos do período pré-pandemia.

O verão de 2021 foi marcado por uma recuperação na restauração em Portugal, com os portugueses a apostarem ainda no território nacional como o local de férias ideal durante a pandemia. Foi este ano que se notou um crescimento na economia, já com mais de metade dos portugueses vacinados contra a Covid-19.

O aumento foi sentido por toda a Europa, com a restauração a verificar um crescimento global no número de reservas de 29% face a julho de 2020 e de 22% face a agosto de 2020. Este aumento nota a aposta dos clientes em restaurantes digitais e no serviço online de reservas.

Continue a ler o artigo em O Jornal Económico.

Últimas