Coininhas: a nova maravilha gastronómica de Portugal é um sucesso em Coina

A experimentar

As queijadas foram uma das vencedoras do concurso da RTP. Há vários anos que são uma especialidade no Barreiro.

O Barreiro não tem um doce oficial da cidade, se bem que há uns quantos que podem perfeitamente concorrer nessa categoria. As bolas de manteiga da pastelaria Moderna são um desses exemplos, já que são conhecidas por todos os que por lá moram — e existem até várias pastelarias que as tentam imitar. Este fim de semana entrou mais um doce nessa competição: as coininhas.

Há alguns anos que são feitas na confeitaria Santa Coina, que usou o nome da freguesia para dar nome a estas queijadas e também ao próprio espaço. Um nome peculiar que pode dar aso a alguns enganos e trocadilhos, mas faz tudo parte do plano de marketing.

Este sábado, 5 de setembro, as coininhas foram um dos vencedores do concurso “Sete Maravilhas da Nova Gastronomia Portuguesa”. Este ano, a RTP lançou a iniciativa para reinterpretações e novos sabores nacionais. As coininhas venceram na categoria de doçaria.

Criadas por Andréia Borba e Agnaldo Borba, são umas queijadas feitas com um dos produtos mais conhecidos da zona, o queijo de Azeitão. Aqui é usado um requeijão de ovelha. São ainda compostas por gemas, açúcar e amêndoas. São produzidas de forma artesanal nesta confeitaria. Ficam dispostas na vitrine e são vendidas a 1,50€ cada.

Continue a ler o artigo em NIT.

Últimas