Três vinhos brancos – para beber com gosto

A experimentar

Escolher entre branco e tinto pode depender da comida que está na mesa ou da preferência de cada um, nunca da estação do ano. A opinião do crítico gastronómico da VISÃO Se7e, Manuel Gonçalves da Silva.

Se já lhe chegou às mãos o Guru Douro Branco 2020, abra a garrafa, prove o vinho e confirme a sua enorme qualidade. Criado pelo casal de enólogos Sandra Tavares da Silva e Jorge Serôdio, no dealbar do milénio – a seguir ao Pintas, primeiro vinho desta dupla, um tinto notável que se tornou referência não só da empresa familiar, Wine & Soul, mas também da região do Douro –, o Guru surpreendeu com o seu caráter sério, elegante e sofisticado. Assim é o 2020: vinho extraordinariamente fino, que só pede mais algum tempo de garrafa para atingir a plenitude. Dê-lho quem souber esperar e puder resistir-lhe. É que ele já está delicioso. Atendendo à qualidade, o preço até o seduz.

Outro vinho que acaba de chegar ao mercado e que se bebe com muito prazer é o João Portugal Ramos Alvarinho 2020. O seu autor, bem sabemos, foi um dos principais artífices da modernização do setor vitivinícola português e continua a criar grandes vinhos em diferentes regiões, incluindo a dos Vinhos Verdes.

Continue a ler o artigo em Visão.

Últimas