Do sonho em ver uma baleia-azul ao Georgette, o restaurante que é novidade no Pico

A experimentar

Brice Ansel apaixonou-se pelos Açores, comprou um terreno no Pico e, depois de conhecer Vanessa Warriner, abriu um restaurante de sucesso. Valorizam-se os produtos e fornecedores locais e à mesa chega uma cozinha contemporânea e livre de fronteiras.

Vicissitudes de viagem impedem que cheguemos a tempo de ver o azulão do mar e o gabado pôr do sol, na esplanada do terraço. Caiu depressa a noite e, no Georgette Restaurante, o burburinho satisfeito dos convivas é evidente, mas moderado, respeitando a serenidade da sala. Vanessa Warriner conduz o conviva tardio a uma das poucas mesas livres, e este demora-se um pouco mais a observar os vinis, os livros de cozinha e vinhos nas estantes, o contraste entre o traço irregular e escuro das paredes basálticas e a leveza das madeiras pintadas de branco. Rusticidade e elegância em harmonia. Os “hallelujah, hallelujah” escritos por Leonard Cohen saem das colunas na voz de Jeff Buckley e deixamos a melodia ganhar espaço, engrandecer em feliz prelúdio. Tudo a seu tempo…

Continue a ler o artigo em Boa Cama Boa Mesa.

Últimas