Vinagre de maçã: saudável, mas sem milagres

A experimentar

As promessas de benefícios extraordinários no consumo e utilização de vinagre de maçã estão à distância de uma pesquisa na internet. Mas será que tudo o que lemos é verdade?

Feito a partir de maçãs fermentadas, o vinagre de maçã é um produto cujas vantagens são muito alardeadas. É verdade que apresenta vários benefícios, principalmente pelo baixo teor calórico, que o tornam uma opção saudável. No entanto, também há riscos a ter em conta e o mais importante é que seja incorporado numa dieta saudável e variada.

No processo de fermentação das maçãs, o açúcar é transformado em álcool, que depois as bactérias convertem em ácido acético. É este componente que confere ao vinagre de maçã a reputação de alimento saudável, em que se destaca a presença de micronutrientes, como potássio, fósforo, cálcio, magnésio ou sódio. Uma composição rica em propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias e efeitos anti-hipertensivos, anticolesterolemia e antimicrobianos, segundo Joana Joana Ribeiro, da Associação Portuguesa de Nutrição (APN).

Quanto a macronutrientes, este tempero apresenta níveis escassos, bem como um teor calórico muito reduzido, “resultando numa excelente opção para conferir mais sabor aos pratos, assim como as ervas aromáticas e as especiarias, reduzindo a necessidade de utilizar o sal”, explica a nutricionista.

Mas não é apenas em saladas que o vinagre de maçã é utilizado. Pode ser incorporado em marinadas ou em receitas de molhos caseiros. É uma opção sã para substituir outros condimentos.

Continue a ler o artigo em Notícias Magazine.

Últimas