Cerveja artesanal ‘Avô Fernando’ tem sabor a vinho e a saudade

A experimentar

Um antigo pescador e remador galardoado no Sporting Clube Caminhense (SCC) de Caminha inspirou a criação de uma cerveja artesanal.

A vida de Fernando Valadares, que morreu aos 89 anos em 2019, deu origem à “Avô Fernando”. A bebida, à base de vinho Alvarinho e ‘morangueiro’, foi criada pelo seu neto Marco Valadares, em sua homenagem, com a colaboração da cerveja Vadia e dos promotores do festival cervejeiro ArtBeerFest. A primeira edição de 1500 garrafas foi colocada à venda na plataforma vadiaemcasa.cervejavadia.pt e no Bar do Ferry de Caminha, que é gerido por Marco.

“O meu avô, todos os anos, fazia vinho, cerca de 200 ou 300 litros, e eu ajudava-o a vindimar, a podar, e quando ele faleceu, há um ano e meio, não sabia o que fazer [com as uvas]. Então, os meus colegas da cerveja Vadia propuseram-me fazer uma brincadeira: vindimar, fazer o mosto da forma tradicional, tudo feito ao pé (pisar as uvas com os pés descalços), e daí surgiu a cerveja com os vinhos Alvarinho e ‘morangueiro'”, conta o neto, também pescador e empresário do Bar do Ferry de Caminha.

Continue a ler o artigo em TSF.

Últimas