PRO.VAR pede suspensão “imediata” das novas regras para restaurantes

A experimentar

A PRO.VAR assegura que, perante a nova medida, os restaurantes viram as suas reservas canceladas e preveem alguma animosidade junto dos estabelecimentos, bem como uma “grande quebra na faturação”.

Em comunicado divulgado um dia depois do anúncio de novas regras para a restauração e hotelaria, a PRO.VAR pede que a medida seja suspensa de imediato, pois “subsistem muitas dúvidas, tanto do lado dos portugueses, que, perante a dúvida, a opção será desistir do restaurante e do lado dos estabelecimentos de restauração, que, não sabendo como atuar, ficam em risco de incumprimento involuntário”.

A associação adianta que “logo que foram conhecidas estas medidas [na tarde de quinta-feira], os empresários passaram a ver a maioria das suas reservas canceladas, prevendo-se que nos próximos dias se verifique uma grande quebra na faturação dos restaurantes”.

Continue a ler o artigo em Jornal de Negócios.

Últimas