Clube de Vídeo: Uma cantina muito italiana, no Beato

A experimentar

Das mãos de Erica Porru só saem pratos cheios de sabor, feitos com os melhores ingredientes, as técnicas mais artesanais e alma, muita alma. Gnocchi ou lasanha? Na cantina Clube de Vídeo, é difícil escolher.

Às vezes, às dez da manhã, Erica Porru ainda não sabe o que vai ser o almoço. Mas isso não é um problema, pois quem vai ao Clube de Vídeo já sabe que a ementa é sempre surpresa. Tanto pode haver só dois pratos e muitas doses como cinco receitas e menos porções que acabam depressa. Assim foi no dia em que a visitámos – não chegámos a tempo de provar a lasagna porcini, feita com massa fresca. Uma coisa é certa: não há desperdício, e Erica reaproveita sobras de carne e dos seus molhos, talos de legumes para uma sopa rica, inventa misturas e temperos com o que há no mercado, tem sempre pesto feito com o manjericão da sua horta. As receitas, não as segue, fazendo tudo a olho e a gosto.

A decoração do Clube de Vídeo faz-se com velharias apanhadas e recuperadas por Erica Porru e muitos posters cinematográficos
Continue a ler o artigo em Visão.

Últimas