“A Indústria dos Laticínios está hoje mais resiliente”

A experimentar

A Covid-19 teve um grande impacto em vários setores da economia portuguesa e a indústria de laticínios não escapou ao cenário pandémico. A indústria láctea, como todo o sector alimentar, não deixou de se adaptar por forma a responder às necessidades mais imediatas.

Os produtos lácteos confirmaram-se como alimentos de primeira necessidade, e no romper da pandemia, imprescindíveis nos lares portugueses. Alimentos básicos que transmitiram e transmitem segurança alimentar, saúde e nutrição.

Com uma enorme preocupação para que não fosse desperdiçado um litro de leite, a Indústria de Lacticínios procedeu à recolha do leite no campo e garantiu o fornecimento de leite, queijo, iogurte e manteiga, entre outros derivados lácteos, aos consumidores, apesar das dificuldades com que se se viu confrontada.

Continue a ler o artigo em TecnoAlimentar.

Últimas