Furnas do Guincho: um convite para mergulhar nesse mar adentro

A experimentar

Os peixes e os mariscos servem-se frescos à mesa deste restaurante de localização ímpar, entre Cascais e o Guincho, em que o mar salpica a esplanada.

A extensa esplanada sobranceira ao mar do Furnas do Guincho, restaurante fundado nos idos anos de 1980 e localizado no início da emblemática Estrada do Guincho, em Cascais, convida a um almoço descontraído, em família ou a dois. A preferência pelo espaço exterior é irrecusável nos dias mais amenos, ainda que seja uma experiência única poder almoçar e sentir os salpicos do mar que se esbate nas rochas. Há quem opte pela sala interior, com janela rasgada para o Atlântico e outro conforto ou até pela sala privada, mais intimista.

Quem escolhe o restaurante Furnas do Guincho sabe ao que vai, ainda que a oferta da lota possa trazer na rede alguma surpresa. Peixes e mariscos frescos são, diariamente, a matéria-prima predominante na ementa. Não é por acaso que os verdadeiros protagonistas continuam a ser as Amêijoas à marinheira (€19), as Amêijoas Bulhão Pato (€19), as Amêijoas na cataplana (€19), o Mexilhão à marinheira (€13), o Mexilhão à espanhola (€13) ou as Ostras (€32,40/ 12 unidades). Para uma “rima” perfeita com o mar, acresce o marisco ao peso, como a Sapateira natural/recheada (€32), as Gambas ao natural (€48), as Bruxas (€98), o Camarão de Espinho (€105), os Carabineiros do Algarve (€105) ou a Lagosta suada à Furnas (€130), entre duas mãos cheias de propostas tentadoras.

Continue a ler o artigo em Boa Cama Boa Mesa.

Últimas