As novas tartes de Lisboa levam fruta fresca e flores comestíveis

A experimentar

Quando a pastelaria e a botânica se juntam, há Fleur de Tarte. Quem o diz é o chef Claiton Ferreira, que todos os sábados leva as suas tartes ao Mercado de Produtores.

Massa sablé, recheios gulosos e toppings de fruta fresca com flores comestíveis à mistura. É esta a receita base para as tartes e tarteletes doces Fleur de Tarte, o novo projecto de Claiton Ferreira, chef pasteleiro do grupo Plateform. “Queria usar fruta de uma forma nobre, para valorizar o produto, porque vi muitos dos meus fornecedores passar dificuldades por causa da pandemia”, conta. Todos os sábados, entre as 10.00 e as 14.00, está no Mercado de Produtores, na Praça de São Paulo.

Primeiro surgiu um convite. A sua amiga Inês Feijão, supervisora de marcas do grupo Plateform, desafiou-o a combinar a pastelaria com a botânica. “Sempre falámos nisso, de abrir uma pastelaria onde também se vendessem flores. E, no ano passado, ela convidou-me para abrir uma e-commerce. Mas eu estava com imenso trabalho. Por isso, quando ela lançou a Flor Amor, uma loja de arranjos de flores secas, eu fui ajudando como podia. Só mais tarde tive a ideia para o meu projecto”, revela. “Como depois estive em lay-off, comecei a pensar mais a sério no assunto e resolvi perguntar à Rita Santos, da Comida Independente, se o Mercado de Produtores tinha espaço para mim.”

Continue a ler o artigo em Time Out Lisboa.

Últimas