Madeira recomenda taxa reduzida de IVA à restauração

A experimentar

A redução do IVA permitiria reter 606 milhões de euros na tesouraria das empresas, segundo um estudo da AHRESP conhecido em outubro.

A Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira recomendou ao Governo a redução do IVA da restauração tal como proposto pela AHRESP, informa a associação em comunicado. A redução do IVA permitiria reter 606 milhões de euros na tesouraria das empresas. A AHRESP e a Associação Nacional de Empresas de Bebidas Espirituosas (ANEBE) assinaram hoje um Memorando de Entendimento com vista a desenvolver iniciativas conjuntas de apoio ao setor.

“A Assembleia Legislativa (da Madeira) recomendou ao Governo da República a redução do IVA da restauração, como forma de apoiar, no imediato, as empresas deste setor. Segundo o estudo realizado pela AHRESP, a descida do IVA para a sua taxa reduzida permitira reter 606 milhões de euros na tesouraria das empresas, sustendo a perda de até 46 mil postos de trabalho e 10 mil empresas”, informa a AHRESP, em comunicado.

Continue a ler o artigo em Dinheiro Vivo.

Últimas