Três vinhos para saudar a primavera

A experimentar

Bons vinhos por pouco dinheiro podia ser o chamariz para este trio de alta qualidade e baixo preço. A opinião do crítico gastronómico da VISÃO Se7e, Manuel Gonçalves da Silva.

Chegou a primavera, tempo de renovação que merece ser sempre celebrado, mesmo em circunstâncias tão adversas como as da atual pandemia, que vai tão longa e dolorosa. Renovar é substituir por coisa melhor. Um ato de alegria, pois. É com este sentimento que elegemos três vinhos para saudar a primavera: Colecção Privada DSF Verdelho Regional Península de Setúbal Branco 2020, Pousio Selection Regional Alentejano Rosé 2020 e Quinta do Valdoeiro Espumante Baga Arinto Bairrada Bruto 2017. Em todos há cor, brilho, frescura, vivacidade e charme, sendo este reforçado pelo preço em conta.

A Colecção DSF é composta por uma gama de vinhos que Domingos Soares Franco, vice-presidente e enólogo responsável da empresa José Maria da Fonseca, considera especiais. Neles expressa a criatividade e a influência que o Novo Mundo teve na sua formação, em termos de viticultura e de enologia. Tem vindo a estudar a casta Verdelho na Colecção Ampelográfica na Quinta de Camarate e os resultados estão à vista neste vinho com perfil aromático, frescura e persistência marcantes.

A Herdade do Monte da Ribeira, em Marmelar, Vidigueira, é uma empresa relativamente jovem, mas já solidamente implantada, com vinhos de qualidade, personalizados e sérios, hoje referências da região. É o caso do Pousio Selection Rosé, que se distingue pela delicadeza da cor, do aroma e da estrutura. A colheita de 2020 testemunha-o bem.

Qualidade é também a palavra que melhor se ajusta aos espumantes das Caves Messias, como os da Quinta do Valdoeiro, na Bairrada. Esta quinta, situada na vertente ocidental da serra do Buçaco, foi adquirida pela família Messias, nos anos 40, com o intuito de reconverter as vinhas e obter aí matéria-prima para fazer vinhos de qualidade. Os seus propósitos foram cumpridos, como demonstra este espumante feito com uvas das castas Baga e Arinto, suave, jovial e sedutor.

Colecção Privada DSF Verdelho Regional Península de Setúbal Branco 2020
Exclusivamente de uvas da casta Verdelho com fermentação em inox e sem envelhecimento. Apresenta tom amarelo–citrino, aroma jovem, exuberante, com a tónica em subtis notas florais, paladar fino e macio com o sabor e a frescura a persistirem longa e agradavelmente na boca. €9,90

Continue a ler o artigo em Visão.

Últimas