Nuno Gonçalves, o chef que trocou Londres pela cozinha da aldeia

A experimentar

Nuno Gonçalves trocou a cozinha de um dos mais conceituados restaurantes da Europa pela tranquilidade portuguesa na aldeia de Colmeias. Em plena pandemia, abriu uma cozinha de onde saem os pratos mais requintados, em takeaway.

Quando a pandemia se anunciou ao Mundo, Nuno Gonçalves tinha acabado de ser pai pela segunda vez. E foi essa a mola que o fez saltar da cosmopolita Londres (onde trabalhava há 15 anos, nos melhores restaurantes) para a aldeia dos pais, para a tranquilidade da vida no campo. “Já tinha a ideia de voltar, de abrir um restaurante meu por cá. Mas o confinamento acelerou tudo”, conta à Evasões o chef, enquanto prepara um ceviche de robalo na cozinha que abriu há menos de seis meses, em Colmeias, no concelho de Leiria.

Chegou a ter apalavrado um espaço para instalar um restaurante na cidade, mas à última hora alguma coisa o fez recuar, adiar por um tempo esse objetivo de vida: “trazer uma estrela Michelin para a região”. Há de acontecer, não tem dúvidas. Mas por agora dedica-se à Chefologia em casa, um conceito ainda pouco comum entre nós – que vai desde a preparação de jantares privados à criação de ementas e estratégias alimentares para empresas de qualquer dimensão, passando pelos serviços de consultoria “altamente especializados, focados no desenvolvimento, manutenção ou regeneração de produtos e serviços gastronómicos”.

Continue a ler o artigo em Evasões.

Últimas