Venda de congelados e lacticínios aumenta em 2020

A experimentar

O retalho alimentar registou um aumento de vendas 8,1% no ano passado, face a 2019, para 15.621 milhões de euros, enquanto o retalho especializado caiu quase 18% (17,7%) para 7.032 milhões de euros, de acordo com o Barómetro da Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED).

“As restrições impostas devido à pandemia de covid-19 tiveram um forte impacto nos diferentes mercados do retalho especializado”, salienta a APED.

No retalho alimentar, a categoria de produto que registou maior crescimento foi a de congelados, que aumentou em 17,6% as suas vendas, seguida do bazar ligeiro, que subiu 16,6%, e da mercearia, com 11,6%.

As vendas da categoria perecíveis registaram uma subida de 11,5% e as de bebidas 10,9%. Já a categoria de lacticínios teve uma subida de 5,7% e de higiene e limpeza 4,2%.

Últimas