Se é para comer folar na Páscoa, que seja este

A experimentar

Francisco Siopa, chefe de pastelaria do Penha Longa Resort, em Sintra, criou um folar para a Páscoa muito diferente do tradicional. O Penedo dos Ovos não leva açúcar, mas tem muitas histórias e camadas doces para descobrir

No primeiro andar do restaurante Lab, com vista para o campo de golfe do Penha Longa Resort, em Sintra, há uma sala que servirá para workshops de cozinha e pastelaria, assim que a pandemia o permita. Ali, sobre uma bancada com tudo o que é preciso para cozinhar, estão dispostos os ingredientes necessários para fazer a novidade doce do hotel. O folar da Páscoa é uma invenção de Francisco Siopa, chefe executivo de pastelaria dos sete restaurantes do resort (incluindo o Lab e o Midori, ambos com uma Estrela Michelin), inspirada na Lenda do Penedo dos Ovos. Mas já lá vamos.

Na tal bancada, dizíamos nós, estão, de um lado, os ingredientes para a massa: ovos, malte, mel, manteiga, chocolate, sumo de laranja, fermento fresco de padeiro, farinha, bicarbonato de sódio. Do outro, os necessários para fazer o recheio e a decoração. Francisco Siopa vai apontando para as taças com mais chocolate, avelãs torradas com ouro em pó, framboesas desidratadas, pétalas de amores-perfeitos desidratadas, geleia de pêssego…

Continue a ler o artigo em Visão.

Últimas