Sem luxúria, a “Última Ceia” de Bertílio Gomes tem petiscos com sabor a Algarve para partilhar

A experimentar

Na recriação da mais famosa refeição da história, o chef da Taberna Albricoque preparou um menu para comer à mão, mediterrânico, essencialmente composto por peixe e vegetais.

Não há refeição mais estudada do que esta, a que juntou à mesma mesa Cristo e os 12 Apóstolos, após a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém, e onde, com os seus discípulos, dividiu uma refeição antes de ser crucificado no final da semana. Imortalizada no fresco de Leonardo da Vinci, assume especial importância por, durante a ceia, Jesus prever a traição de Judas e a negação do apóstolo Pedro antes da madrugada do dia seguinte. É ainda, nos tempos que correm, a base da Eucaristia, também conhecida como “Comunhão”.

Sinais dos tempos, este ano, a “Última Ceia” recriada por Bertílio Gomes, será servida em take-away. Por força da pandemia, esta iniciativa do Canal História vai ser transmitida durante a Semana Santa, a partir do dia 26 de março, às 22h10, com repetições até à Páscoa, dia 4 de abril, não havendo a possibilidade de a apreciar na Taberna Albricoque em Lisboa, como aconteceu em anos anteriores. Durante a chamada Semana Santa, está disponível para take-away, (€40 para duas pessoas) tendo a recriação de acontecer na mesa da sala de casa.

Continue a ler o artigo em Boa Cama Boa Mesa.

Últimas