Dicas para manter uma alimentação equilibrada em confinamento

A experimentar

Todos estamos saturados desta situação, mas a verdade é que, em isolamento ou não, com confinamento geral ou parcial, há uma coisa que não deve ser descurada: a alimentação.

Faz este mês um ano que enfrentamos algo inesperado e que mudou completamente as nossas vidas. Faz este mês um ano que entramos no primeiro confinamento, que nos obrigou a ficar em casa e a restringir as saídas à rua ao estritamente necessário. Passado um ano estamos a viver um novo confinamento, que começa agora a dar os primeiros sinais de abrandamento, mas cujos cuidados não podem ser descurados. A principal diferença deste segundo confinamento face ao primeiro prende-se essencialmente com a exaustão. Já todos estamos saturados desta situação, mas a verdade é que, em isolamento ou não, com confinamento geral ou parcial, há uma coisa que não deve ser descurada: a alimentação.

Vários estudos apontam para a relação directa entre o excesso de gordura corporal e as complicações da covid-19, por isso mais do que nunca é importante cuidar de si, da sua balança e do seu bem-estar geral. Neste sentido, deixo algumas dicas de como manter uma alimentação saudável e equilibrada. Lembre-se que a alimentação é o pilar fundamental para nos ajudar a nutrir a nossa saúde, energia e vitalidade.

Mantenha as rotinas

Mesmo estando em casa é fundamental manter as rotinas e os horários das refeições para evitar situações de descontrolo alimentar, o que significa que não deverá passar mais de três horas sem comer. Deverá continuar a beber água e manter-se hidratado. Pode optar por infusões quentes ou mornas para ajudar a sentir-se aconchegado.

Continue a ler o artigo em Público.

Últimas