Crítica de Fernando Melo: dez vinhos criados por mulheres

A experimentar

Nestes vinhos criados por mulheres, há força, coragem e determinação. Por isso, são viris. E porque a dualidade de género não faz sentido no mundo do vinho, mas sim o trabalho bem feito que nos traz vinhos deste calibre.

Nos assuntos do vinho, deixou há muito de ser sequer assunto o discurso feminino-masculino e só quem já passou uma campanha vinícola inteira consegue verdadeiramente aferir o que está em causa. Forças para além da força e determinação muito para além da coragem, é o que a selecção de vinhos desta edição representa.

Há uma revolução em curso em todas as frentes do universo fascinante da vinha e do vinho que nos é revelada em cada cepa, em cada bago, em cada vinho. Uma vénia à mulher e ao feminino, e um convite à descoberta. Boas provas!

Tricot Alentejo tinto 2016 (14%)
Esteban & Tavares Vinhos

50% vinha velha (mistura de castas) na Serra de São Mamede, 50% Touriga Nacional. Estágio de 18 meses em barricas novas (30%) e usadas (70%) de carvalho francês. A dupla Susana Esteban e Sandra Tavares da Silva mostra aqui um alentejano muito elegante, taninos finos, a elegância a coexistir com a força e a virilidade.

Preço: 30 euros
Classificação Evasões: 18


Conceito Único Douro branco 2019 (13%)
Conceito Vinhos

Mistura de campo com cerca de 10 castas tradicionais diferentes. Solos graníticos. Feito de uma parcela especial de uma vinha muito velha, pré-filoxérica, num pequeno planalto granítico (600m) em Freixo de Numão. Fermentação em barricas de carvalho francês, estágio de 11 meses. Rita Marques no seu terroir de eleição, que conhece como ninguém. A enóloga dos impossíveis.

Preço: 65 euros
Classificação Evasões: 18

Continue a ler o artigo em Evasões.

Últimas