Fornos de Algodres promove Feira Digital do Queijo Serra da Estrela

A experimentar

O município de Fornos de Algodres, no distrito da Guarda, está a promover este mês uma Feira Digital do Queijo Serra da Estrela, para ajudar os produtores locais no escoamento do produto, foi hoje anunciado.

Segundo a autarquia presidida por Manuel Fonseca, o certame ‘online’ é promovido na plataforma “obomsabordaserra.pt” (acessível em www.obomsabordaserra.pt).

Na plataforma digital criada pela autarquia estão disponíveis, desde março de 2019, “os mais característicos produtos endógenos de Fornos de Algodres”, com destaque para o “famoso queijo Serra da Estrela”.

Com a realização da Feira Digital do Queijo Serra da Estrela o município “pretende reforçar o trabalho que a plataforma tem vindo a fazer na promoção dos produtos endógenos locais, como forma de ajudar os produtores que encontraram, nesta altura de pandemia, alguma dificuldade em escoar a produção”.

“Graças ao esforço conjunto do município de Fornos de Algodres, que decidiu integrar na plataforma pequenos produtores de queijo Serra da Estrela, em 2020 foi possível escoar todo o produto destes produtores e assim contribuir para a manutenção de empregos e crescimento da região”, lembra a autarquia numa nota enviada à agência Lusa.

O município de Fornos de Algodres sublinha que “a falta das tradicionais feiras do queijo, tão habituais nesta altura do ano por toda a região das Beiras e Serra da Estrela, levou à reinvenção destes eventos de caráter presencial, transferindo-os para plataformas digitais e, assim, fazer chegar aquele que é um dos principais cartões de visita desta região a mais consumidores”.

“Foi essa perspetiva que levou a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela a organizar uma série de Feiras Digitais do Queijo”, onde também está incluído o concelho de Fornos de Algodres.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.526.075 mortos no mundo, resultantes de mais de 113,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.317 pessoas dos 804.562 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

O artigo foi publicado em Agroportal.

Últimas