Revista de Vinhos já elegeu “os melhores do ano”

A experimentar

São já conhecidos “Os Melhores do Ano 2020” pela Revista de Vinhos, anunciados em programa difundido ontem à noite online nas páginas da publicação no YouTubeFacebook e Instagram. Os vencedores nas 24 categorias, segmentadas pelas áreas do vinho e da gastronomia, representam uma diversidade assinalável de trajetos, entre nomes consagrados e novos atores. 

“Encontrar mérito implica estar no terreno para conhecer na primeira pessoa, saber o que se faz em Portugal e o que se passa no mundo para poder acompanhar o dinamismo de setores ágeis e sofisticados, que criam tendências. Classificar esse mérito implica objetividade, rigor, independência e perspicácia, que se tem de aliar e conjugar com esse conhecimento obtido e processado dia a dia. Ter mérito merece reconhecimento. E ´Os Melhores do Ano´ da Revista de Vinhos são o culminar disso mesmo”, enfatiza Nuno Pires, diretor da Revista de Vinhos.

António Guedes e Roberto Guedes, que presidiram até há pouco o Conselho de Administração da Aveleda, foram distinguidos com o “Prémio Homenagem” pelo brilhantismo das carreiras e a forma exemplar como conduziram a sucessão para a nova geração. O enólogo Domingos Soares Franco, que cumpriu a 40ª vindima e soma 39 anos na empresa de família, a José Maria da Fonseca, foi reconhecido “Personalidade do Ano no Vinho”.

Casa da Passarella Vindima 2009, tinto elaborado no Dão, sub-região da Serra da Estrela, pelo enólogo Paulo Nunes, foi eleito “Vinho do Ano”. Fita Preta Vinhos, conduzida por António Maçanita e Sandra Sárria no Alentejo, obteve a distinção de “Produtor do Ano”, enquanto o prémio “Produtor Revelação do Ano” foi entregue a Frederico Machado e Ricardo Alves, da Arribas Wine Company, autênticos Indiana Jones que resgatam vinhas velhas nas Arribas do Douro, Trás-os-Montes. Tiago Sampaio, criador dos Uivo, entre outros vinhos de filosofia minimalista, venceu na categoria “Enólogo Revelação do Ano”.

Filipa Pato, autora de alguns dos mais entusiasmantes vinhos da Bairrada da atualidade, foi eleita “Enóloga do Ano”, enquanto o projeto Villa Oeiras, que resgatou da previsível extinção o vinho fortificado de Carcavelos, por iniciativa do Município local, mereceu a distinção “Produtor de Vinhos Fortificados do Ano”.

Continue a ler o artigo em Revista de Vinhos.

Últimas