Olivier: “Tenho saudades de ter os meus restaurante abertos sem restrições”

A experimentar

O restaurateur tem passado as últimas semanas pelos espaços que gere. Ainda assim, consegue ter tempo para golfe e kickboxing.

Confinamento é coisa que o restaurateur Olivier da Costa não tem feito muito. Mas calma que é tudo justificado. A alteração dos menus dos restaurantes para take-away e delivery leva-o a estar mais presente nos espaços que gere. Não gosta de os ver sem os habituais clientes e é disso que mais tem saudades.

No inquérito da NiT sobre o confinamento, perguntámos a Olivier o que anda a ver na televisão. Com o pouco tempo de tem, filmes não tem visto muitos. Já no que a séries diz respeito está a ver “Narcos”. Malhas confortáveis, e que sejam elásticas o suficiente para arregaçar as mangas, é o que mais tem usado por estes dias.

Com quem é que está a passar o confinamento?
Não em confinamento total, porque os nossos restaurantes continuam a funcionar com delivery e take-away. Mas passo muito mais tempo em casa com os meus filhos e a minha namorada.

Qual é a série de televisão que está a ver neste momento?
“Narcos”

Recomende-nos um livro que nunca devemos ler durante a pandemia.
A quem tem pavor à mudança não se recomenda o livro “Quem mexeu no meu queijo” (de Spencer Johnson). Inspira o desejo de fazer algo diferente e procurar novas formas para superar este mundo em mudança constante.

Continue a ler o artigo em NIT.

Últimas