O delivery do 100 Maneiras não pára e até Ljubomir faz entregas — é o LjuberEats

A experimentar

Acompanhámos um serviço no restaurante de Stanisic no Chiado. Estava de folga das gravações, mas trabalho não lhe faltou.

As mesas da sala do Bistro 100 Maneiras, do Chiado, em Lisboa, não estão montadas como seria normal para receber clientes. Nada de cadeiras, copos, talheres ou guardanapos. O restaurante está fechado e o espaço está todo mudado, junto à saída da cozinha. Foi criada uma autêntica linha de montagem. De um lado, há uma mesa cheia de sacos de papel abertos. Do outro, mesas corridas junto ao longo sofá, também ele corrido, com tudo o que é preciso para finalizar os pedidos do delivery. A NiT passou esta terça-feira, 20 de janeiro, pelo 100 Maneiras para assistir ao serviço durante o arranque da fase de confinamento.

Há caixas de várias formas e feitios, tudo depende do produto que será servido, autocolantes a preto e branco, com imagens criadas por artistas com quem Ljubomir Stanisic já trabalha há algum tempo, como Mário Belém e Hugo Makarov, o tatuador do chef, e uma zona onde são colocados os tickets das várias encomendas da noite.

Desde o início de dezembro, ainda antes de ganhar a estrela Michelin com o 100 Maneiras do Bairro Alto, em Lisboa, o chef estreava o menu de delivery. Há umas semanas tinha contado à NiT que era algo que nunca tinha pensado fazer. Agora já se sente mais conformado com a ideia.

“Não sabíamos como funcionava e também nunca na vida tínhamos feito delivery, nem take-away. Estava um pouco resistente, mas rapidamente tivemos que nos adaptar”, explica à NiT. Com a obrigatoriedade de ter os espaços fechados esta seria a única maneira de continuar a ter alguma faturação.

“Para mim foi muito difícil, tenho de admitir, porque toda a minha vida fiz a comida dentro de pratos e esse sempre foi um grande objetivo. Mas tive de me adaptar e arranjar a maneira mais correta e mais bonita de fazer a comida chegar a casa das pessoas tal e qual como seria dentro de um prato. Não foi fácil.”

Pouco mais de um mês depois de ter arrancado como serviço não se pode dizer que esteja 100 por cento satisfeito com o resultado que apresenta a quem encomenda as propostas do 100 Maneiras 2Go. “Satisfeito não digo, mas estou mais habituado.”
Continue a ler o artigo em NIT.
Artigo anteriorAgarrado pelos cajus
Próximo artigoRestaurante Alecrim

Últimas