Conquistar turistas pela Boca

A experimentar

O património gastronómico e vínico é um dos produtos estruturantes e estratégicos do destino Porto e Norte. Importante na consolidação da oferta turística e no aumento da notoriedade, face ao mercado nacional e sobretudo aos mercados internacionais, cada vez mais ávidos pela descoberta de gastronomias tradicionais, que contam histórias, mas também as contemporâneas que elevam os produtos endógenos ao seu máximo expoente.

O Turismo do Porto e Norte realiza todos os anos a maior iniciativa público-privada ligada à Gastronomia e Vinhos em Portugal – os “Fins-de-Semana Gastronómicos”. A edição de 2020 contou com 78 Municípios aderentes, mais de mil restaurantes, mais de 500 empreendimentos turísticos, 350 quintas, adegas e espaços enoturísticos, e um total de 210 receitas regionais, identitárias dos valores de cada um dos Concelhos, que vêem nesta iniciativa uma excelente oportunidade para promover a genuinidade gastronómica, os usos e costumes da região.

Neste contexto, o Turismo do Porto e Norte de Portugal vai continuar a dinamizar e a inovar os “Fins de Semana Gastronómicos”, respeitando o acervo tradicional, mas disponibilizando abertura para novos conceitos, novas texturas, tendo os produtos endógenos no centro do teatro gastronómico.

Um dos projetos que temos em mente tem precisamente a ver com a criação de uma marca específica ligada à ‘Enogastronomia’, alicerçada na diversidade cultural, no acervo gastronómico, nas tradições, nos usos e costumes, na história das coisas, nos produtos locais.

O setor da restauração, a viver uma grave crise por força da pandemia, era responsável, até março deste ano, pelo emprego de 189 mil pessoas e, estou convicto, vai voltar a ser uma referência de qualidade quando voltarmos à tão desejada normalidade.

No sentido de complementar este produto e com o objetivo de colocar a Região Norte nos circuitos internacionais de Procura pelo Enoturismo, estamos a desenvolver outro projeto de grande ambição.

Reunimos as quatro Entidades Reguladores das cinco denominações de origem de Vinhos que existem no Destino – a CVR dos Vinhos Verdes, A CVR dos Vinhos de Trás-os-Montes, a CVR dos Vinhos de Távora-Varosa e o Instituto dos Vinhos do Douro e Porto, para criar a “Rota dos Vinhos e do Enoturismo do Porto e Norte de Portugal”. Este “consórcio” entende que a Rota dos Vinhos assume grande importância para o destino, considerando o grande valor e interesse turístico sobre os produtos agrícolas genuínos e diferenciadores, bem como sobre as artes e ofícios ancestrais, em ambos os casos associados ao valor da paisagem e de um modo de vida próprio, fortemente resultante de uma identidade própria dos territórios e das “gentes” desta Região. A Rota dos Vinhos e do Enoturismo do Porto e Norte de Portugal, é um recurso de primeira hierarquia para o produto Gastronomia & Vinhos, concretamente no segmento do Enoturismo, cujo potencial é reconhecido, não só porque contribui para a qualificação da oferta turística associada, mas igualmente porque possibilita a atração de nichos e segmentos de procura de alto rendimento, diminuição da sazonalidade, valorização dos territórios de baixa densidade, fixação das populações, crescimento em valor, e aumento do cross-selling de procutos vínicos e gastronómicos.

A oferta de espaços, quintas e adegas com potencial enoturístico é já de enorme qualidade no Destino Porto e Norte de Portugal, com projetos muito interessantes, com recursos humanos qualificados, assim como empreendimentos bem enquadrados na paisagem e uma oferta gastronómica genuína ou interpretada segundo as tendências contemporâneas da cozinha de autor. Prova disso é o permanente reconhecimento internacional, tendo o último ocorrido nos Prémios das Great Wine Capitals, onde o Porto e Norte venceu várias categorias. O “cluster” dos vinhos, que potencialmente conta com mais de 400 espaços de visita na região, é um dos principais atributos da oferta turística do destino.

Uma nota final de congratulação, o Porto e Norte é a segunda região do país com mais Estrelas Michelin, sete no total. Estão de parabéns os Restaurantes e os Chefs vencedores. Agradeço publicamente, aos Chefs António Loureiro, Óscar Gonçalves, Pedro Lemos, Ricardo Costa, Rui Paula, Tiago Bonito e Vitor Matos, este reconhecimento internacional é um enorme contributo para a notoriedade e para o posicionamento da nossa região.

“O Sabor está lá em Cima” e “Uma Experiência de Topo é lá em Cima, no Norte” assim lembram a campanha que lançámos este Verão e que está agora disponível em vários idiomas.

Sejam todos bem-vindos ao Porto e Norte!

Luís Pedro Martins
Presidente do Turismo do Porto e Norte

 

Partilhe este texto:

Últimas