Escolhas da Evasões: o top seis da crítica de restaurantes em 2020

A experimentar

Ao longo do último ano, o crítico Fernando Melo visitou, experimentou e avaliou um total de 20 restaurantes de Norte a Sul. Estes seis lugares, que ele aqui nos recorda, foram aqueles que mereceram as suas pontuações mais altas, atribuídas segundo os critérios de comida, serviço e espaço.

DOP, Porto
Quando abriu, já o DOC, no Douro estava impante e estabelecido como ponto de excelência incrustado na lindíssima paisagem duriense. O chef Rui Paula decidiu em boa hora apostar no centro do Porto criando o DOP, num registo evolutivo e vanguardista. Nunca foi um sucedâneo da casa-mãe, foi sempre mais um espaço de experimentação cosmopolita que o Porto jamais tinha visto. Curiosamente foi dos restaurantes do grupo a que o público se mostrou mais resistente. O inquieto e dinâmico chef arregaçou mangas, reorganizou a oferta e logo a situação começou a inverter-se. A experiência da refeição no DOP é perfeita, assessoria vínica de primeira e serviço irrepreensível criam excelência a todos os níveis, ficando na memória para sempre. Merecemos e agradecemos. Largo de São Domingos, 18, Porto. Tel.: 222014313. Preço: 90 euros (menu)

(Foto: Leonel de Castro/GI)

Brasão Foz, Porto
Sérgio Cambas é aquele empresário que temos de acompanhar sempre de muito perto, não porque ele seja imprevisível mas pelo elevado expoente que atingiu na sua plêiade restaurativa e que continua a aumentar sem vontade de abrandar. É por isso difícil de acompanhar mas encontrou no chef Rui Martins o marechal perfeito, respondendo com o mesmo rigor em todas as frentes do negócio. Esta pérola da Foz, de atmosfera evocativa de pub inglês, demonstra-o na perfeição. Rua de Gondarém, 487, Porto. Tel.: 934113658. Preço médio: 19 euros

Continue a ler o artigo em Evasões.

Últimas