Caviar e trufa: o chef Vítor Sobral reinventa-se no Otro Restaurante em Lisboa

A experimentar

Vítor Sobral associou-se ao empreendedor Hugo Banha, com vários negócios no segmento de luxo, e apresenta no Otro Restaurante uma cozinha entre o clássico e o contemporâneo, em que não faltam os sabores do caviar, fava tonka, foie gras e trufa.

Entrar no Otro Restaurante é um estímulo aos cinco sentidos, a começar pelo olfacto, ou não fosse o seu promotor, Hugo Banha, dono de uma perfumaria de nicho, com prestigiadas marcas mundiais, perto da Avenida da Liberdade. “Cada funcionário usa um perfume diferente e na casa de banho há três perfumes que os clientes podem experimentar, consoante o seu estado de espírito”, explica o rosto do Grupo Otro, que compreende serviços de perfumaria e alfaiataria de luxo e um ateliê de arquitetura e design de interiores.

Conhecido o bar de cocktails e champanhe logo à entrada, a audição e o tato apuram-se com a música que chega da sala principal, marcada por sofás em veludo, mesas, balcão e chão em pedra mármore preta e iluminação intimista. À mesa, em linha com o ambiente, afina-se o palato com os pratos do chef Vítor Sobral, que aqui revela uma faceta mais contemporânea, mas assente em bases clássicas. Em destaque está o bacalhau: há pastéis com ovas de salmão e emulsão de salsa, bacalhau confitado com foie gras, puré de batata e trufas e ainda no forno, com lavagante, mandioca, coco e especiarias, entre outros.

(Fotografia de Jorge Simão)

Da carta fazem também parte sabores imperdíveis como o do tártaro de novilho, caviar beluga e ovo de codorniz com azeite de avelã e trufa e o do arroz de carabineiro com línguas de bacalhau, tomate assado e poejo.

Continue a ler o artigo em Evasões.

Últimas