Natal à mesa: 3 receitas fáceis, por Kiko Martins

A experimentar

Para que sobre tempo para o que realmente importa nesta quadra festiva, o chefe Kiko Martins, colaborador da VISÃO Se7e, criou três receitas fáceis de preparar, pensadas para famílias mais pequenas e com pouco desperdício

Faltam poucos dias para a consoada e não fosse esta pandemia afastar-nos de quem mais gostamos, estaríamos à mesa rodeados pelos pais, filhos, avós, irmãos, tios e sobrinhos. A pensar nesta quadra festiva, o chefe Kiko Martins criou, para a VISÃO Se7e, três receitas fáceis de preparar, pensadas para mesas com um agregado familiar mais pequeno, sem desperdício alimentar, mas com o mesmo sabor a Natal.

Enquanto afia a faca e alinha os ingredientes, o chefe confessa-nos não ser grande apreciador da gastronomia natalícia, apesar de gostar, sobretudo, de frutos secos, de frutos cristalizados e de romã. Não será de estranhar, por isso, que este fruto de cor vermelha faça parte do rosbife de magret de pato que sugere para entrada. Para a sua preparação, basta temperar o magret com sal e pimenta rosa, aquecer uma frigideira e cozinhar durante uns minutos. No prato, acrescentam-se, a gosto, as bagas de romã – que o chefe vai roubando e comendo uma a uma. “É uma entrada leve, bonita, que pode ser acompanhada por uma salada”, sugere Kiko Martins. E deliciosa, acrescentamos nós, que pudemos prová-la no dia da produção fotográfica no restaurante O Talho, em Lisboa. Além deste, Kiko Martins é ainda proprietário de O Poke e A Cevicheria, e do restaurante virtual Fresh & Healthy Food, com entregas em Lisboa.

Como prato principal da ceia de Natal, e em vez do tradicional peru, Kiko Martins optou por uma galinha recheada com castanhas e foie gras, com cerca de 700 gramas, a pensar nas famílias mais pequenas e por se tratar de uma carne mais rápida de confecionar. “Um peru, que pesa normalmente quatro ou cinco quilos, demoraria cerca de três horas e meia a assar, já esta galinha leva 30 minutos”, diz, acrescentando que 2020 é um ano em que tudo encolheu. Com o cheiro da galinha assada no forno a pairar no ar, Kiko começa a empratar uma tapioca cremosa com frutos cristalizados, ideal para quem, como ele, não aprecia os doces tradicionais de Natal. “Faço a ligação à época festiva com os frutos cristalizados”, justifica.

Apesar de não apreciar os sabores da quadra, conta o chefe de cozinha que em sua casa já não se fala de outra coisa. Tudo por culpa do filho, Matias, de 3 anos: “O meu filho perguntou-me se eu sabia qual era o seu dia preferido do ano, avançando de imediato com a resposta. Não é o dia do Slide & Splash, não é o dia do Jardim Zoológico, é o dia de Natal [risos].” Por isso, há mais de um mês que Matias quer saber quantos dias faltam para o Natal, e o pai lá vai usando os dedos das duas mãos para fazer as contas. Já falta pouco, Matias! E, este ano, ainda que se sentem menos familiares à mesa de Kiko Martins e às nossas, não faltará o fundamental: o sentimento e uma mesa farta.

Rosbife de magret de pato com romã e pimenta rosa

Ingredientes (4 pessoas)
• 2 magrets de pato
• 1 romã
• 1 colher de sopa de pimenta rosa
• Flor de sal q.b.
• Pimenta rosa q.b.
• Tomilho q.b.

Preparação
Temperar o magret com flor de sal e pimenta rosa. Aquecer bem uma frigideira e colocar do lado da pele, deixando cozinhar durante dois minutos. Em seguida, virar o magret e deixar mais dois minutos.
Reduzir o lume e cozinhar durante mais quatro minutos, dois de cada lado.
Deixar descansar e laminar bem fino.
Colocar num prato ou numa tábua e acrescentar os grãos da romã.
Finalizar com pimenta rosa, flor de sal e tomilho.

Dica: Nesta entrada, que demora dez minutos a preparar, Kiko Martins utilizou a romã como elemento de ligação à quadra natalícia. Trata-se de um prato com pouco desperdício alimentar

Continue a ler o artigo em Visão.

Últimas