Novo restaurante Cavalariça: a galope da Comporta para Lisboa

A experimentar

A Cavalariça da Comporta tem um espaço provisório em Lisboa. É um pop-up que serve de warm-up, ou seja, de aquecimento, para um projeto maior, o novo restaurante com abertura prevista para 2021 na zona do Chiado.

chef Bruno Caseiro quis “sentir a resposta dos lisboetas à sua cozinha e divulgar a Cavalariça na capital”, enquanto o restaurante definitivo está a ser preparado na zona do Chiado (Rua da Horta Seca), com abertura programada para finais de 2021.

Era uma ideia que o casal e sócios, Bruno Caseiro e Filipa Gonçalves, sempre tiveram desde que, em 2017, abriram o restaurante Cavalariça, no centro da Comporta, juntamente com o terceiro sócio Christopher Morrel. O arrendatário original fez o desafio quando o casal trabalhava em Londres no restaurante “Ours”, em South Kesington, liderado por Tom Sellers, o mais jovem chef a conquistar uma estrela Michelin em Londres.

“Foi assumido desde sempre que precisaríamos de um espaço que não dependesse da sazonalidade e Lisboa era a localização mais óbvia, apesar do Porto ainda ter estado em cima da mesa”, conta Bruno Caseiro. “Andou no ar esta ideia e, em 2018, soubemos da disponibilidade de um espaço que adorámos, no Chiado, ao lado dos correios e esse será o nosso espaço”, afirma.

Para já, a chegada a Lisboa do restaurante Cavalariça acontece no antigo restaurante Optimista, instalado entre Santos e o Cais do Sodré, a meio da rua da Boavista, em Lisboa. O plano é permanecer neste local pelo menos até à primavera de 2021, caso não existam mais restrições ao nível do funcionamento devido à pandemia.

chef Bruno Caseiro trouxe para a capital alguns clássicos da ementa da Comporta como o Brioche torrado com parfait de fígados de galinha e chutney de laranja (€7) e os Croquetes de cachaço de porco alentejano com maionese de amêijoa e mostarda (€3). Ao Pão da Cavalariça, que acompanha com manteiga envelhecida, e que é o mesmo da Comporta, sendo feito na casa, em Lisboa, junta-se a Focaccia de batata e alecrim (€4,5). Os pães serão vendidos por encomenda em dias fixos da semana, ainda por definir.

Continue a ler o artigo em Boa Cama Boa Mesa.

Últimas