https://www.evasoes.pt/files/2020/03/36003192_BINARY_GI20102019RF00000013_Easy-Resize.com_.jpg

Francesinhas em casa: 9 restaurantes com takeaway de norte a sul

A experimentar

https://www.evasoes.pt/files/2020/03/36003192_BINARY_GI20102019RF00000013_Easy-Resize.com_.jpg

Tem origem portuense, mas é amada de norte a sul. Estes restaurantes servem francesinhas em regime de takeaway, porque a comida de conforto também ajuda em tempos difíceis. Não faltam opções – da francesinha à moda do Porto, em pão de forma, à francesinha poveira, em cacete, passando pela francesinha sem pão.

União
Póvoa de Varzim

O restaurante União, em Aver-o-Mar, na Póvoa de Varzim, acaba de reabrir portas, em regime de takeaway. A partir desta quinta-feira, dia 16, este templo das francesinhas atende pedidos, de quinta a domingo, das 19h às 21h. Jorge e Sónia Costa são os responsáveis pela casa, que os pais dele criaram, há 40 anos, como café e snack-bar. No princípio, servia só a francesinha poveira, com pão em forma de cacete, mas hoje disponibiliza outras variedades da famosa sanduíche, sempre com carne. A francesinha poveira é servida já trinchada; a poveira especial já leva molho e vai mais recheada. Pode ser servida simples, com ovo, com batata frita caseira ou com os dois. A ementa também inclui francesinhas à moda do Porto, feitas com pão de forma. É o caso da francesinha à União, enriquecida com bife de alcatra. CF

(Fotografia: André Rolo/GI)

O Afonso
Porto

A francesinha d’ O Afonso, que o falecido chef e apresentador Anthony Bourdain levou à CNN, em 2017, já pode ser saboreada em casa, porque o snack-bar e restaurante portuense passou a funcionar em sistema de takeaway. A casa está a trabalhar em parceria com a UberEats e com a Takeaway.com, sendo que, neste último caso, a entrega é gratuita. São abrangidas, por exemplo, a zona da Foz, Gaia, Paranhos, São João e Amial. A tradicional sanduíche é feita por Miguel Afonso, que trouxe a receita do emblemático Café Luso. “Continuo a fazer tudo da mesma maneira. Nunca mudámos. Algumas pessoas não entendem isso. Aqui grelhamos tudo na hora, embora haja sítios onde já está tudo preparado desde a manhã. Aqui, não”, chegou a afirmar. CF

(Fotografia: Pedro Correia/GI)

Barril
Valongo

Duas camadas de pão pita recheadas com bife, linguiça e carne de frango cortada muito fina, em estilo kebab, compõem a famosa francesinha da pita, do Barril, em Valongo. Esse prato é o que tem mais saída por estes dias, conta Vítor Costa, responsável pelo restaurante, que encerrou preventivamente, ainda antes das recomendações oficiais, por motivos de segurança, e voltou a funcionar em regime de takeaway. Também faz entregas ao domicílio, nas cidades em volta, desde que a deslocação não leve mais de 15 minutos, a troco de uma taxa de, no mínimo, 2,90 euros. Já o preço da francesinha começa em 8,50 euros (sem ovo nem batatas fritas). CF

(Fotografia: Pedro Granadeiro/GI)

Restaurante Imperador
Vila Nova de Gaia

A francesinha tradicional, a francesinha com queijo da Serra e a Imperatriz, sem pão, são algumas das propostas do restaurante Imperador, disponíveis em regime de takeaway. Nesta casa gaiense, já com 25 anos, têm especial saída a francesinha tradicional e a Imperatriz, conta Carlos Carvalho, descrevendo esta última: as carnes são cortadas aos bocadinhos e envolvidas em batata frita, depois vai ao forno a gratinar. Por cima leva queijo, ovo e, claro, molho. No próximo dia 1 de maio, chega a francesinha vegetariana, feita numa chapa à parte e cujo molho dispensa qualquer extrato de carne, garante Carlos. As encomendas, feitas por telefone ou pelo Facebook, podem ser levantadas todos os dias, das 12h às 15h e das 19h às 21h. Os preços começam em 8,90 euros. Há serviço de entregas, num raio de cinco quilómetros, por mais 3 euros. CF

(Fotografia: DR)

Real Taberna
Braga

As francesinhas da Real Taberna estão disponíveis, em regime de takeaway, de terça a domingo, das 12h às 15h e das 19 às 24h, podendo ainda ser entregues ao domicílio, através da plataforma Comer Em Casa. A receita do molho só é do conhecimento de Ângelo Quintas e da mulher, responsáveis pelo espaço. Além das francesinhas – clássica, com bife de alcatra, com carnes brancas ou vegetariana -, o menu inclui cachorros especiais, hambúrgueres e um menu infantil. Há ainda cinco cervejas artesanais concebidas especialmente para acompanhar a francesinha: Red Ale, Pilsner, Weissbier, Stout e India Pale Ale. CF

(Fotografia: Cristiana Milhão/GI)

Taberna Londrina
Porto, Guimarães, Famalicão e Braga

O restaurante criado em 2014 por Francisco Varela e Eduardo Xavier em Guimarães, que entretanto se estendeu a outras localidades, aposta na entrega ao domicílio pela UberEats ou no takeaway à porta dos seus seis restaurantes (Praça D. Maria II em Vila Nova de Famalicão; Rua Andrade Corvo em Braga; Largo Paçô Vieira e Avenida de Londres em Guimarães; e Rua de Ceuta e Estrada da Circunvalação no Porto). A francesinha tradicional (bife, queijo, fiambre, chourição, duas fatias de pão e molho especial) da Taberna Londrina custa 8,80 euros, mas também há de hambúrguer, vegetariana, sem bife ou com bifes alternativos (lombo, peru e frango). NC

(Paulo Jorge Magalhães/GI)

 

Cerqueira’s
Viana do Castelo

Cerqueira’s Lounge & Restaurant, em Viana do Castelo, abriu o serviço de take away e entrega ao domicílio, nesta cidade, durante os dias que correm. Na sua carta há cinco tipos de francesinhas: clássica, de alheira, de marisco, a vegetariana e a light, com uma média de preços de 9 euros. A diferença está no molho: é cervejeiro, mas tem como base um caldo de cozedura longa de legumes em vez do tradicional caldo de carnes. A gerir este espaço, que abriu há mais de dois anos na Praça da Liberdade, está o portuense Tiago Cerqueira e a bracarense Tânia Almeida. NC

(Rui Manuel Fonseca/GI)

 

Tappas Caffé
Vila Nova de Gaia, Lisboa

Há quase vinte anos que esta casa faz francesinhas em forno a lenha, tendo já três moradas em Vila Nova de Gaia. Tanto estes restaurantes, como o de Lisboa, que entretanto abriu no Parque das Nações, apostam agora nas entregas ao domicílio, através da UberEats ou por mãos próprias, nos territórios que não são cobertos pela referida plataforma. Para além da francesinha normal do Tappas Caffé, a partir dos 9 euros, com bife, linguiça e queijo; a especial, com bife, salsicha, linguiça, queijo e fiambre; e a opção com frango. NC

(Fotografia: DR)

 

Dom Tacho
Lisboa

Vieram estudar para Lisboa, mas sentiam saudades das francesinhas que comia no Porto. Daí aos irmãos António e Joaquim abrirem este Dom Tacho, na zona do Campo Pequeno, não levou muito tempo. Foi há 15 anos. O segredo é, dizem, servirem uma francesinha como se serve no Porto, sem invenções. A normal custa 9 euros. No recheio não falta o bife, a salsicha fresca, a linguiça e uma fatia de mortadela. O molho – igual ao que era quando abriram a casa – tem os seus segredos e aqui é servido mais ou menos picante, conforme o gosto do freguês. Nestes dias, o restaurante aposta no takeaway e entrega do domicílio, pela plataforma Glovo. NC

(Carlos Costa/GI)

Continue a ler este artigo em Evasões.

Últimas