UK: Consumidores de vinho menos influenciados pelos descritores do vinho

A experimentar

Uma alteração de prioridades levou a que os consumidores de vinho no UK sejam menos influenciados pelos descritores do vinho e pela relação do vinho com a gastronomia.

Apesar de ser um estudo levado a cabo no Reino Unido, o comportamento evidenciado pelos consumidores de vinho neste mercado refletem, na generalidade, o comportamente semelhante outros mercados.

Ainda que as alterações de estilo de vida introduzidas pelo Covid, os consumidores de vinho no UK, mantiveram-se constantes nas suas compras e em alguns casos a comprar mais quantidade e de melhor qualidade.

As compras online e nos supermercados assim como ocasiões de consumo, em especial o consumo sem comida, fazem parte dessas alterações na relação com o vinho.

Outra alteração mais recente, comparando os padrões de consumo e compra entre 2019 e 2020, relaciona-se com motivações e standards de decisão de compra.

O inquérito de consumo no UK da Wine Intelligence, revela algumas alterações com significado, que irão para além da atual crise.

UK-choice-cues-high-res-2.jpg

Tendo em conta as anteriores pesquisas que referem que a compra in-store é cada vez mais sensível no tempo de permanência na loja, com redução da permanência no percorrer das prateleiras e na leitura dos rótulos, a Wine Intelligence considera, em 2020, haver cada vez menos consumidores do UK que se deixam influenciar pelos descritores do vinho em comparação a 2019.  Para ler a informação do vinho é necessário tempo, ter disposição para ler essa informação assim como não se importar em bloquear o corredor.

Os dados revelam o aumento do consumo em momentos fora da refeição o que têm sido, em boa medida, o motor do crescimento da categoria, indicando, por outro lado, uma menor influência da ligação entre o vinho e gastronomia se comparando ao ano anterior. Esta situação abre as portas a oportunidades para novas ocasiões de consumo. E a novos estilos de vinho.

Existe a menor influência do nível do teor de alcoólico na escolha do vinho. Hipótese provável, aponta-se o fato de os consumidores ao beberem mais em casa estarem menos preocupados com o teor de álcool dos vinhos. Menos necessidade de viagem, em especial a condução.

No longo prazo a importância da decisão de compra atendendo aos níveis de álcool, em especial vinhos de teores alcoólicos mais reduzidos, terá a ver com razões de saúde e bem-estar. Mas, no curto prazo, outras questões de saúde e bem-estar têm a primazia relativamente à questão do álcool.

Outro aspeto é o fato de em tempos de crise, no comportamento humano, recorre-se ao que é seguro e ao que é familiar. Desde março de 2020, os consumidores de vinho têm feito exatamente isso, escolhendo marcas mais conhecidas em detrimento de algo novo. Elementos mais requintados como o design de rótulos tornam-se a menor das preocupações.

Como conclusão, o relatório refere ser difícil perceber se estes comportamentos se tratam ou não de alterações a longo prazo. No entanto, mesmo esses períodos de curto prazo podem ser levados em consideração de acordo com a evolução das circunstâncias, com influência na rotulagem, nas formas mais eficazes de promover e comunicar com os consumidores nos próximos 12 meses.

 

Últimas

Diane had been caught watching porn on her computer at work and was given milfbee.com a punishment by her boss. She was told to take her pants and panties xoxxx.net off and put on a strapon sex toy. She was then ordered to kneel tomfrigs.com in front of her boss and give her a handjob. Diane was nervous but bluefucking.com excited as she complied with her boss's demands. She felt the strapon against her pornoschip.com skin and suddenly realized how naughty she felt. She started to stroke her boss's firelard.com cock with increasing speed and she could feel her orgasm building. Finally, she let pornodocs.com out a loud moan as she came all over her boss's cock. Her boss bunnyporno.com was pleased and told her she would be back for more punishment soon.