Bolo vegan de cenoura e coco

A experimentar

Já tinha saudades de vir partilhar receitas contigo.

No início de outubro, o maldito coronavírus fez-me uma visita e, sociável como ele é, resolveu tornar-se íntimo de outras pessoas da família também.

Resultado: quase um mês com a vida virada do avesso. Sim, porque como já tive ocasião de desabafar num post do IG, este vírus é muito mais do que os sintomas que pode provocar.

Não basta ficar tranquilo em casa à espera que o bicho passe. Surge em cascata uma série de efeitos colaterais a que é preciso dar resposta. Que podem não matar, mas moem.

Mas chega de desabafos e vamos falar da receita deste post, integrado na rubrica Diz-me o que lês, dir-te-ei o que comes, que conta com o apoio da Livraria Bertrand.

VEGAN FÁCIL PARA BEM RECEBER: UM LIVRO RECHEADO DE RECEITAS DE CONFORTO

O livro em destaque nesta edição da rubrica #dizmeoquelês é o Vegan Fácil para Bem Receber, de Fábio Gomes, o autor do projeto The Insta Vegan.

Apesar de não ser vegana ou sequer vegetariana, gosto de incluir refeições deste tipo no meu dia-a-dia. E como sou curiosa e gosto de experimentar receitas diferentes, trago à rubrica bastantes livros de cozinha dedicados a estas dietas e estilos de vida. E na verdade, são cada vez mais os livros dedicados a estes temas.

Vegan Fácil para Bem Receber é um livro bastante prático, fundamentalmente de receitas. Ao contrário de outros sobre cozinha vegetariana ou vegana, não inclui nenhum capítulo sobre ingredientes nem informação nutricional sobre os mesmos.

O seu índice é constituído pelos seguintes separadores:

• Introdução

• Essenciais

• Petiscos e Entradas

• Doces e Sobremesas

• Sugestão de Ementas

• Índice das Receitas

• Agradecimentos

No entanto, na Introdução, o autor disserta sobre o que o motivou a escolher este regime alimentar, dedicando algumas páginas às suas vantagens para a saúde e para o ambiente, num tom ativista.

Se descontarmos o discurso algo radical, este é um livro repleto de receitas apetitosas, ótimas para receber amigos, sim, mas também para nos mimarmos num contexto mais restrito, até porque, infelizmente, os tempos não convidam a grandes convívios.

BOLO VEGAN DE CENOURA E COCO: UMA DAS MINHAS RECEITAS FAVORITAS DO LIVRO

Nota-se que o Fábio não descura os sabores tradicionais da cozinha portuguesa e tenta incorporá-los nas suas receitas alternativas, tais como:

• Bifes de seitan à Alentejana

• Tofu à Lagareiro

• Rancho

• Tofu com broa

• Empadão de lentilhas

Nas sobremesas, para além da receita do Bolo de Cenoura e Coco, destaco os Brownies, os Cheescakes e as Tâmaras cobertas (recheadas com noz e cobertas de chocolate).

ESTE É JÁ O SEGUNDO LIVRO DE FÁBIO GOMES, DEPOIS DO THE LAZY VEGAN COOKBOOK. SABE MAIS AQUI >>> LIVRARIA BERTRAND*

Podem ainda seguir o Fábio no Instagram >>> @the.instavegan

Quanto ao bolo vegan de cenoura e coco, apesar de eu normalmente não ser muito fã de bolos sem ovos, devido à textura, gostei particularmente deste. Ficou húmido e com uma migalha bastante agradável, sobretudo no dia seguinte. Por isso, já sabem, tentem fazer o bolo de véspera ;) A receita segue mais abaixo.

Para concluir, deixo ainda a nota de que, em termos gráficos, este é um livro apelativo. Está bem escrito e as receitas, de uma maneira geral, encontram-se bem estruturadas. Apresenta boas fotografias, para todas as receitas, tiradas pelo próprio Fábio.

*Link afiliado.

BOLO VEGAN DE CENOURA E COCO

Do livro Vegan Fácil para Bem Receber, de Fábio Gomes

INGREDIENTES

300 g de cenoura ralada

300 g de farinha com fermento (usei sem fermento)

1 colher de sopa de fermento em pó (usei 2 colheres de sopa rasas)

1 colher de café de bicarbonato de sódio

1 pitada de sal

300 g de açúcar amarelo (usei 250 g e achei suficiente)

120 ml de óleo de girassol

360 ml de leite de amêndoa sem açúcar

50 g de coco ralado + algum para decorar

1 colher de café de sumo de limão

MÉTODO

Liga o forno nos 180ºC.

Forra o fundo de uma forma redonda (cerca de 23 cm de diâmetro) com papel vegetal e unta bem com spray desmoldante, por exemplo (sugestão minha).

Descasca e rala a cenoura.

Numa taça, junta o açúcar amarelo, a farinha, o fermento, o bicarbonato, o coco e o sal.

Noutra taça, junta o óleo, o leite de amêndoa e o fio de sumo de limão.

Junta os líquidos aos secos, misturando bem um batedor de varas (ou usando a batedeira elétrica como sugere o autor).

Verte para a forma e leva a cozer durante cerca de 45 minutos (no livro o tempo referido são 20 minutos, mas o meu bolo necessitou de bastante mais tempo para ficar cozido). O ideal é ir espreitando e fazer o teste do palito, antes de retirar o bolo do forno.

Espera que arrefeça um pouco e desenforma, passando antes uma faca pelas laterais da forma.

Depois de frio, decora com o coco ralado. Também fica muito bom acompanhado de um fio de molho de chocolate.

Últimas