Crítica de Fernando Melo: Barca Velha 2011

A experimentar

Começou com o 1952 o vinho idealizado pelo grande Fernando Nicolau de Almeida ao serviço da Casa Ferreirinha como espécie de “terroir blend”, tal como acontece com os Portos Vintage, em que o resultado final é um mosaico do melhor que cada local tem para dar.

O grupo Barca Velha é tanto ou mais exclusivo do que o Porto Vintage, já que neste último cada década de história viu acontecer três a quatro declarações ditas clássicas, enquanto ao longo de quase setenta anos de carreira houve apenas 20 lançamentos da marca suprema do vinho português. Liderança que em rigor divide com a marca Mateus Rosé, a primeira orientada para o mercado global e que origina a fundação da Sogrape, em 1942.

A garrafa que tem a forma de cantil e o palácio de Mateus, em Vila Real, no rótulo nasce no tempo difícil de míngua que marca o termo da II Guerra Mundial, e demonstra a visão do fundador Fernando Van Zeller Guedes que juntamente com o enólogo Fernando Nicolau de Almeida criou uma senda imparável de excelência na empresa. A marca Barca Velha é inspirada no local do Douro Superior – para lá do que se conhecia como Alto Douro – com o mesmo nome, junto ao Vale Meão, onde de facto nasceu.

Há que dizer que um dia de viagem não bastava para chegar a essas paragens e que só a tenacidade conjunta do empresário e do enólogo fizeram consolidar. Fernando Lobo Guedes, filho do fundador foi o grande timoneiro da empresa, levando para diante com grande energia e empenho o projeto Sogrape. Morreu em 2018, quando já era secundado pela terceira geração da família. Hoje é Fernando Guedes, neto do fundador que lidera o grupo empresarial e foi ele que recebeu os convidados para a mais bela e discreta cerimónia de lançamento de um Barca Velha, na Quinta da Leda.

Luís Sottomayor assina o Barca Velha 2011 e ao mesmo tempo apresenta o mais disruptivo de sempre em toda a nobre e longa série. Como fez? Apoiado no grande ano no Douro que foi 2011, construiu um vinho incrivelmente poderoso e ao mesmo tempo elegante, como só o Douro consegue produzir e como só um grande enólogo consegue fazer.

A prova deste vinho único mostra além de juventude a toda a prova – apesar dos seus quase nove anos de idade – um equilíbrio desarmante. Estrutura muito bem urdida, assente em taninos muito finos, autêntico trabalho de ourives, vestida por uma acidez corretíssima. A base, afinal, do que reconhecemos como frescura de um vinho e que aqui foi elevada ao máximo expoente. Pode beber-se já, com muito prazer, mas felizes mesmo serão os que o provarem daqui a quarenta anos.

Últimas

Diane had been caught watching porn on her computer at work and was given milfbee.com a punishment by her boss. She was told to take her pants and panties xoxxx.net off and put on a strapon sex toy. She was then ordered to kneel tomfrigs.com in front of her boss and give her a handjob. Diane was nervous but bluefucking.com excited as she complied with her boss's demands. She felt the strapon against her pornoschip.com skin and suddenly realized how naughty she felt. She started to stroke her boss's firelard.com cock with increasing speed and she could feel her orgasm building. Finally, she let pornodocs.com out a loud moan as she came all over her boss's cock. Her boss bunnyporno.com was pleased and told her she would be back for more punishment soon.